Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

BREVES: Categoria decide manter paralisação

Os trabalhadores em educação de Breves, maior cidade do Marajó, reunidos em assembleia no dia 17/11 (sexta-feira), após fazerem uma profunda avaliação do movimento e considerando a falta de disposição do prefeito Toninho Barbosa (PMDB) em dialogar com a categoria, deliberaram pela continuidade da paralisação. 

A categoria ainda amarga a falta de pagamento salarial referente ao mês de outubro e a Secretaria de Educação (SEMED) não apresentou até agora solução concreta ao problema. Hoje, antes da assembleia, a categoria participou do Seminário sobre gestão democrática e controle social na educação. Durante a assembleia foi aprovada uma agenda de lutas para a próxima semana:
 
AGENDA DE LUTAS
 
  1. Segunda-feira (20/11):  8h - ato em frente a Prefeitura;
16h30min - Passeata pelas ruas da cidade (itinerário a ser informado); 

    2. Terça-feira (21/11) - 8h - ato público em frente ao fórum com tentativa de reunião com o Ministério Público; 

    3. Quarta-feira: 9h30min - Assembleia Geral

Retorspectiva do blog é a mais fedorenta dos últimos anos

O que estaria por trás dos panos? - desenho de Ronaldo de Deus
No Natal, uma retrospectiva do ano de 2017. O Blog está devendo à sociedade uma publicação: a avaliação do primeiro ano de mandato de Manoel Maranhense e da Câmara, com especial enfoque na saúde. 

Teria o governo cumprido as promessas mais organizacionais? As vozes gravadas de promessas de palanque, como ficam? O atual mandato desarrumou o nó de marinheiro deixado pela gestão passada? Como estão os projetos dos intelectuais do governo? O que se espera nos próximos três anos de mandato? Quem é o vereador com maior número de cargos? Depois do prefeito Manoel Maranhense cumprir metas estabelecidas em lei do nepotismo, demitindo esposa e irmãos, quem foi capaz de seguir o exemplo de dignidade? Como está o setor de emprego? Pra onde vai o dinheiro das balsadas de madeira? Quem escandalizou o governo após o povo protestar contra o enriquecimento ilícito? O que a sociedade pode esperar das mudanças prometidas?

Estas são algumas das perguntas que serão respondidas no blog mais infernal do Marajó, que vai incluir ainda como o blogueiro mais famoso de Portel foi defenestrado da política. Preparem o coração, coisas chocantes que ninguém nunca pensou, existem.

Portel: briga se acentua por ocupação de cargo de direção escolar

O dia de hoje foi agitado nas redes sociais, com ataques não vistos nesse primeiro ano de mandato do prefeito Manoel Maranhense.

Pagamento em dia, diferentemente dos anos anteriores do mandato dos irmãos Ferreira, que só pagavam após o dia 7 ou mesmo dia 10, dando a nítida impressão que havia uma espera pela queda de um repasse do mês seguinte. Essa impressão começou a virar realidade com demasiados atrasos e até hoje perdura 50% dos salários de temporários. Mas nada satisfaz.

Não satisfaz mesmo. Agora a briga é por eleição dos cargos de direção escolar. E essa briga ganhou espaço na televisão. De um lado, os trabalhadores da educação representado pelo SINTEPP, e, por outro, o vereador Enos Perdigão. O Vereador Enos alega que a lei criada pelo ex-vereador Ronaldo Alves é inconstitucional. Tentei ligação ao vereador Perdigão, mas a ligação não completou, pois estou no município de Breves no momento da redação deste post.

O atual diretor não parece nada incomodado com eleição
A animação tomou conta das redes sociais, encabeçadas pelos muitos insatisfeitos que perderam os privilégios dos 12 anos de governo de Pedro Barbosa e Paulo Ferreira, muitos dos quais viviam em disfunção. Para quem não sabe, disfunção acontece quando o servidor é concursado para uma área e vai ocupar outra. Casos explícitos é como se uma professora deixasse a sala de aula e fosse ocupar um cargo na SEGAF, por exemplo, sem ser comissionado.

Diretores que estão fazendo um bom trabalho e chamam a atenção da sociedade parecem nada preocupados com o processo eletivo. O diretor da escola Alcides Monteiro, por exemplo, não está nem se coçando. 

BREVES: IFPA prorroga inscrições 2018

Atenção a todos do grupo que tem algum familiar inscrito no processo seletivo do IFPA Campus Breves: se ainda não conseguiu pagar o boleto da inscrição por motivo de fila no Banco do Brasil, não se desespere. 

Muita calma nessa hora, pois as inscrições estão prorrogadas até o dia 23/11/2017! E, caso o boleto, esteja vencido, é só imprimir a segunda via no sítio www.concursos.ifpa.edu.br com o respectivo login e senha do candidato.

Também queremos avisar que o Banco do Brasil disponibilizou um atendimento diferenciado para quem for candidato ao processo seletivo do IFPA/Campus Breves e precisar pagar o boleto no atendimento do banco. De 8:00 as 9:00 da manhã, nos dias 21 a 24/11/2017, quem for candidato e tiver o boleto em mãos não precisa enfrentar fila pra pagar o documento. Nesses dias e horários teremos um caixa exclusivo pra esse atendimento.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

CATEGORIA DELIBERA PELA PARALISAÇÃO DAS ATIVIDADES NOS DIAS 16 E 17/11 QUINTA E SEXTA-FEIRA

Os trabalhadores em educação da rede pública de ensino do Município de Breves, na Regional Marajó, após amplo debate sobre os diversos problemas educacionais causados pela má gestão da Secretaria Municipal de Educação, deliberaram no dia 14/11 pela paralisação das atividades durante os dias 16 e 17/11, quinta e sexta-feira.
Dentre as motivações para a paralisação destacam-se a falta de pagamento salarial de todos os servidores não-docentes e dos docentes temporários, a falta de atualização das horas de planejamento, a tentativa do Governo Municipal em reduzir o número de dias do calendário letivo no meio rural, dentre outras.
A categoria avaliou como negativo o fato do Secretário de Educação, Carlos Élvio das Neves Paes, ter apontado a data do suposto pagamento do mês de outubro somente para o dia 20 ou 23 de novembro, sob a alegação de falta de recurso financeiro e, até agora não ter criado nenhum mecanismo de controle dos gastos públicos que assegure o pagamento salario em dia. “Os trabalhadores em educação não podem ser penalizados pela má gestão dos recursos educacionais, pelo inchaço na folha e pelo descontrole total dos gastos da Secretaria para manter os acordos políticos do governo”, ressaltou o coordenador Fabio Paes durante a assembleia geral da categoria.
Em reunião com o secretário de educação, os representantes do SINTEPP requerem uma agenda direta com o prefeito Toninho Barbosa (PMDB) para cobrarem providências imediatas em relação à falta de pagamento e a execução de medidas administrativas capazes de corrigir as irregularidades identificadas pelo Conselho do FUNDEB na folha de pagamento da educação.
Por sua vez, a Secretaria de Educação (SEMED) apontou que os próximos pagamentos poderão ocorrer de modo fragmentado sob a alegação de limitação financeira, ou seja, os meses vencidos serão pagos com recursos da receita corrente futura. Em outras palavras, o pagamento de outubro, vem sendo feito com recursos repassados no mês de novembro, o pagamento de novembro será feito com repasses do mês de novembro e, assim sucessivamente. E ainda alertou que o pagamento do 13º salário poderá ser feito a apenas uma parte da categoria no final do mês de dezembro.
Diante de total descontrole no trato com os recursos públicos e desrespeito total com a categoria, que precisa se alimentar e pagar as suas contas, os trabalhadores em educação decidiram paralisar suas atividades quinta e sexta-feira, 16 e 17/11, respectivamente e, assim, contar com o bom senso e o compromisso do Governo Municipal em realizar as medidas necessárias que garantam o pagamento correto da categoria.
ACOMPANHE ABAIXO A AGENDA DE LUTAS DA CATEGORIA
16/11 (quinta-feira)
09h - AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA MUNICIPAL PARA APRESENTAÇÃO DA PLANILHAS DE RECEITAS E DESPESAS DO FUNDEB 2017 E RELATÓRIO DE CORREÇÃO DA LOTAÇÃO;
16h30min – CAMINHADA PELAS RUAS DA CIDADE (Concentração em frente à Escola Miguel Bitar);
17/11 (sexta-feira)
8h - ATO PÚBLICO EM FRENTE À PREFEITURA;
14h – SEMINÁRIO SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA E CONTROLE SOCIAL NA EDUCAÇÃO (Auditório do SINTEPP);
16h30min – ASSEMBLEIA GERAL (Auditório do SINTEPP)

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Meu aniversário em 2017

Pepy, eu e Antônio Barbosa
Esse níver foi uma surpresa elaborada pela minha esposa e amigas, o irmão Rozenildo.
 
Agradeço a surpresa a todos que organizaram e também aos que compareceram, especialmente a minha esposa que fez de tudo pra eu não perceber que todos estavam armando a trama benéfica.

Aproveito para pedir desculpas aos amigos pelo fato de não haver convites, pois, como falei anteriormente, foi uma surpresa. E sabe de uma coisa? Essas arrumações perfeitas demais não são do meu feitio, porque às vezes dão até erradas. Gosto mesmo é de coisa arrumada na hora, que a gente vai construindo e tudo fica bem mais gostoso.
 
Eu e minha esposa Odineia: olha o bolo
Para gente humilde, como o Antônio Barbosa, um convite via WhatsApp não foi impeditivo para comparecer e comemorar.Alguns, como o Pepy, ficaram posando de rogados, mas acabaram se rendendo às fotos dos presentes e não deixaram de comparecer e tomar umas geladas.

De manhã até desconfiei quando a Odineia pediu um dinherinho pra alguma coisa, que inclusive indaguei pra que era e ela alegou que era para os preparativos da netinha Lulu, um bebezinho fofo filho da Larissa. Depois, não fiquei matutando muito e acabei esquecendo.

No início da noite, a minha esposa me convidou pra irmos ao Boteco do Arlindo. Até a desconfiança não voltou e acho que nem voltaria mais. No fim da primeira cerveja, ela reclamou que não estava bem gelada e pediu pra eu comprar uma caixinha e irmos pra casa do Rozenildo, meu irmão. Bem, lá na esquina, a desconfiança começou, por avistar muitas motos na frente da casa.

Lá dentro, uma vuca de provessores me aguardavam e o Rozenildo foi o primeiro a dar os parabens e a zorra começou, indo até a meia noite. Foi bom demais.
Larissa e seu esposo, o dançarino Fernando
Ana Ruth, de olho no bolo, como sempre
Wesley, meu filho e eu
Eu e meu irmão Rozenildo.
Professora Domingas, Professor Luciano e Mayume

Portel: SINTEPP realiza terceria festa do Midback em homenagem aos servidores públicos

Aconteceu no último fim de semana (11 de novembro), a terceira festa em homenagem ao dia do servidor público do município de Portel, realizada pelo SINTEPP. O evento ocorreu na sede da Associação dos Funcionários Públicos da Prefeitura da cidade, local bem arejado de de frente para a praia do Arucará.

A primeira atração foi um momento gospel, onde os evangélicos puderam se confraternizar com muita música gospel cantada pelos próprios servidores, um momento ímpar à beira da imensa piscina.

Logo após o encerramento do momento gospel, aconteceram desfiles nas categorias masculinas e femininas. Também sucedeu disputas de danças, tudo premiado com os brindes previamente preparados pela coordenação do SINTEPP. 

No salão de danças, o palco foi ocupado por três dj's, sendo dois de Portel e outro de Breves, o DJ Alex Pinheiro. A festa só terminou ao raiar do dia. Não houve tumultos.

 

sábado, 28 de outubro de 2017

Ausência de publicações no blog

Nos últimos meses, minhas publicações deixaram de ser tão frequentes. Isso gera muitas cobranças por parte dos leitores. Mas há uma razão para isso.

Esse é um ano, academicamente falando, complicado. Resolvi acertar os passos com minha formação acadêmica e isso gera uma carga muito pesada com graduações e pós graduações.

Mas, logo estarei publicando matérias relevantes e fazer o blog mais popular de Portel trazer as notícias mais atualizadas e ponto de vista destacável.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Justiça condena à prisão servidores do INSS no Pará

Denúncia do MPF, baseada na operação Flagelo II, indicou desvio de quase R$ 100 mil
A Justiça Federal condenou, na última segunda-feira (25/09), dois servidores públicos federais pelo desvio de R$ 93,2 mil em recursos públicos. Os réus cometeram as fraudes de 2007 a 2012 contra a agência de Castanhal do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A sentença, publicada em processo aberto a partir de denúncia do Ministério Público Federal (MPF), condena Raimundo Rosivaldo Gomes dos Santos a 13 anos, dez meses e 20 dias de prisão e a pagamento de multa, e Ana Cláudia dos Santos Accioly Ramos Barbosa a dez anos de prisão e pagamento de multa. Além disso, os réus foram condenados a perderem os cargos públicos que exerciam.

De acordo com o juiz da 3ª Vara Federal em Belém, Rubens Rollo d'Oliveira, os crimes foram sequenciais. “O servidor corrupto, quando encontra facilidades, geralmente não comete só um delito, dado que a punição seria risco maior que o benefício obtido de um delito isolado. Para compensar a perda do cargo, vários delitos são cometidos”, afirmou.

Segundo investigação realizada durante a operação Flagelo II, os acusados atuaram na agência da Previdência Social de Castanhal e utilizaram dados irregulares no sistema informatizado do INSS para receberem benefícios assistenciais à pessoa idosa. Foram constatados números de RGs incompatíveis às pessoas cadastradas e a utilização da mesma fotografia para documentos de pessoas diferentes.

Processos nºs 22272-06.2013.4.01.3900, 15502-60.2014.4.01.3900 e 17601-03.2014.4.01.3900 - 3ª Vara Federal em Belém (PA)

Íntegra da sentença

Links para acompanhamento processual:

22272-06.2013.4.01.3900

15502-60.2014.4.01.3900

17601-03.2014.4.01.3900

Yasmim Bitar

Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação
(91) 3299-0148 / 98403-9943 / 98402-2708
prpa-ascom@mpf.mp.br
www.mpf.mp.br/pa
www.twitter.com/MPF_PA
www.facebook.com/MPFederal
www.youtube.com/canalmpf

Nota de apoio e solidariedade ao professor BRUNO BAÍA

SETEMBRO 25, 2017
Em cumprimento à deliberação do Conselho Estadual de Representantes/CER, reunido nos dias 22 e 23.09, em Belém, o SINDICATO DAS TRABALHADORAS E DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO PARÁ – SINTEPP, vem a público prestar total e irrestrito apoio ao Coordenador Estadual desta Entidade e Coordenador da Subsede no município de Portel, Hermison Bruno Baía Palheta, que foi surpreendido no dia 20 de setembro deste ano em sua residência pela Polícia Federal (PF), em operação que teve, segundo o delegado federal responsável, o objetivo de investigar desvios de verbas do Instituto de Previdência no Município de Portel (IMPP), o qual está com um saldo negativo de mais de R$ 70 milhões nos últimos anos; e conforme informação obtida na cidade funciona como caixa não só para Portel, mas para outros municípios da região.

Como o coordenador Bruno Baía participou do Comitê de Investimento do instituto foi ouvido pela PF, quando na oportunidade reafirmou, inclusive com documentos oficiais daquela Subsede, as denúncias feitas pelo Sintepp local, acerca de suspeitas de malversação dos recursos.

Estão apreendidos para perícia e investigação o computador e celular do professor, que também repassou aos órgãos competentes (MPE, PF e MPF), de forma voluntária, todas as denúncias que acumulou no último período.

Para a Coordenação Estadual do Sindicato o acontecimento foi positivo no sentido de que garantirá aos contribuintes do IMPP o real conhecimento e a devida medida protocolar a quem de fato recebeu propina pelo desvio de verbas do Instituto. Portanto, estendemos nosso apoio ao funcionalismo público de município que colabora significativamente para a manutenção do órgão e merece transparência e respeito na gestão do IMPP.

Nota de apoio e solidariedade ao professor BRUNO BAÍA

SETEMBRO 25, 2017
Em cumprimento à deliberação do Conselho Estadual de Representantes/CER, reunido nos dias 22 e 23.09, em Belém, o SINDICATO DAS TRABALHADORAS E DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO PARÁ – SINTEPP, vem a público prestar total e irrestrito apoio ao Coordenador Estadual desta Entidade e Coordenador da Subsede no município de Portel, Hermison Bruno Baía Palheta, que foi surpreendido no dia 20 de setembro deste ano em sua residência pela Polícia Federal (PF), em operação que teve, segundo o delegado federal responsável, o objetivo de investigar desvios de verbas do Instituto de Previdência no Município de Portel (IMPP), o qual está com um saldo negativo de mais de R$ 70 milhões nos últimos anos; e conforme informação obtida na cidade funciona como caixa não só para Portel, mas para outros municípios da região.

Como o coordenador Bruno Baía participou do Comitê de Investimento do instituto foi ouvido pela PF, quando na oportunidade reafirmou, inclusive com documentos oficiais daquela Subsede, as denúncias feitas pelo Sintepp local, acerca de suspeitas de malversação dos recursos.

Estão apreendidos para perícia e investigação o computador e celular do professor, que também repassou aos órgãos competentes (MPE, PF e MPF), de forma voluntária, todas as denúncias que acumulou no último período.

Para a Coordenação Estadual do Sindicato o acontecimento foi positivo no sentido de que garantirá aos contribuintes do IMPP o real conhecimento e a devida medida protocolar a quem de fato recebeu propina pelo desvio de verbas do Instituto. Portanto, estendemos nosso apoio ao funcionalismo público de município que colabora significativamente para a manutenção do órgão e merece transparência e respeito na gestão do IMPP.

sábado, 23 de setembro de 2017

Portel: casal preso por tráfico de drogas

No dia 22 de setembro de 2017, por volta das 13h, a Polícia Civil prendeu o casal LEONARDO ARAÚJO DE SOUZA, VULGO "NADY" E ELIZANGELA DE SOUZA DOS SANTOS, VULGO "LIKA", pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico. Na residência dos dois, foram apreendidos 40g de maconha, 01 tubo de solução de bateria, 01 rolo de plástico, material idêntico ao utilizado para embalar a droga e dinheiro em notas trocadas. Esta é a segunda vez em que LEONARDO é preso só neste ano pelo crime de tráfico de drogas. No dia 16 de março  de 2017, foi apreendido em sua casa 230g de maconha prensada e 01 balança de precisão.

Fonte: POLÍCIA CIVIL DE PORTEL

Portel: homem é preso por extorquir balseiro

No dia 20 de setembro de 2017, por volta das 16h, o senhor LUIZINHO CONCEIÇÃO SOARES, VULGO "PIRATA", foi autuado pelo crime de extorsão pela polícia civil de Portel. Nos dias anteriores a sua prisão, um proprietário de uma balsa deste município, vinha sendo ameaçado por um indivíduo que se apresentou como policial militar, o qual passou a exigir dinheiro do "balseiro" para permitir o tráfego da sua balsa nos rios da região. As investigações  culminaram com a prisão do acusado, ora mencionado. Em seu interrogatorio, proprio LUIZINHO alegou ser amigo do suposto policial militar e confessou que iria levar o dinheiro oriundo da extorsão para este policial.

Fonte: POLÍCIA CIVIL DE PORTEL

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Justiça Federal condena Sérgio Cabeça e mais 11 pessoas por desvios no Cefet

A Justiça Federal condenou o ex-diretor do Centro Federal de Educação Tecnológica do Pará (Cefet), atual Instituto Federal do Pará (IFPA), Sérgio Cabeça Braz e mais 11 pessoas por improbidade administrativa. As irregularidades foram investigadas pelo Ministério Público Federal (MPF), que demonstrou à Justiça desvio e mau-uso de verbas públicas quando Cabeça era chefe da administração do Cefet. A sentença da 5ª Vara Federal responde à ação civil pública de improbidade administrativa proposta em 2005.

A sentença determina que todos os acusados tenham seus direitos políticos suspensos de oito à dez anos, sejam proibidos de receber incentivos fiscais ou créditos, além de perderem seus cargos públicos e pagarem multas que variam de 15 mil à 4 milhões de reais. Os réus devem, ainda, ressarcir os cofres públicos pelas verbas desviadas.

De acordo com a sentença, o grupo desviava recursos públicos decorrentes de convênios firmados entre prefeituras municipais, empresas particulares e o Cefet, que não eram cadastrados nas contas do Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI). Esses recursos eram depositados diretamente na conta de servidores da instituição ou repassados para contas de empresas e do Cefet para posteriormente serem encaminhadas aos funcionários.

Estima-se que mais de 103 mil reais foram desviados apenas da prefeitura de Tucuruí diretamente para contas particulares da ex-chefe de gabinete do Cefet, Maria Auxiliadora Gomes Araújo, e do ex-coordenador de planejamento, Wilson Tavares Von Paumgartten. No total, mais de 4 milhões de reais foram desviados pela administração do Cefet, decorrentes de parcerias entre a escola, prefeituras do interior paraense, o Instituto de Assistência a Saúde dos Servidores do Estado do Pará (Ipasep), a Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) e a Albras.

Além disso, a prefeitura de Tucuruí, junto com as prefeituras de Parauapebas e Santarém, repassaram, nos anos de 2001 e 2002, cheques que totalizaram mais de 1 milhão de reais para a empresa MLC Terraplanagem. O condenado Luiz Fernando Gonçalves Costa era, na época, proprietário da empresa e auditor do Tribunal de Contas do Município do Estado do Pará (TCM). Os valores desviados à MLC eram, posteriormente, passados a funcionários da empresa, servidores do Cefet e terceiros.

Dessa forma, a sentença aponta que durante a investigação foram constatadas várias práticas irregulares por parte da administração do Cefet, como desvio de verbas públicas, tombamentos irregulares de bens públicos, contratações irregulares de professores substitutos, pagamentos irregulares a servidores e professores da instituição, dentre outros.

Processo nº 0009738-11.2005.4.01.3900 - 5ª Vara Federal em Belém

Acompanhamento processual

Íntegra da sentença

Yasmim Bitar.

Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação
(91) 3299-0148 / 98403-9943 / 98402-2708
prpa-ascom@mpf.mp.br
www.mpf.mp.br/pa
www.twitter.com/MPF_PA
www.facebook.com/MPFederal
www.youtube.com/canalmpf

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Portel: Polícia Federal faz busca e apreensão na casa de ex-diretores do IMPP

Polícia Federal chega a Portel, fruto da operação 'Olho de Tandera', que se estende ao Pará, Amapá e Tocantins

Ao todo, foram expedidos 16 mandados de busca e apreensão e 13 conduções coercitivas. A condução coercitiva ocorre quando a pessoa é levada para depor.

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (20), a operação "Olho de Tandera". Sua finalidade é investigação de crimes de gestão temerária, gestão fraudulenta, apropriação indébita especial financeira, instituição financeira irregular, corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro, ocorridos em municípios do nordeste paraense, na ilha do Marajó, como Portel. Mas também em municípios localizados no Amapá e Tocantins.

Os 16 mandados de busca e apreensão e 13 conduções coercitivas foram expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal de Belém. Ao todo, cerca de 65 policiais federais cumprem os mandados nos estados envolvidos nas fraudes.
De acordo com a PF, as investigações começaram com as suspeitas levantadas por Regimes Próprios de Previdência de municípios localizados no arquipélago do Marajó. Foram identificadas que gestões anteriores transferiram mais da metade dos recursos dos Institutos de Previdência para um grupo de empresas privadas de forma irregular.
O esquema fraudulento envolvia instituições financeiras de fachada, que funcionavam sem autorização para atuar com a gestão de recursos de terceiros, bem como no mercado de capitais, gerando um prejuízo de aproximadamente R$ 24 milhões aos cofres municipais.
Por volta das seis da manhã de hoje (20), agentes federais procederam às incumbências de busca nas residência dos ex-diretores do Instituto Municipal Previdência de Portel (IMPP).

Fonte: G1

Quadrilha de piratas desbaratada no Marajó

A Superintendência Regional do Marajo Ocidental e CPRXII, sensíveis ao aumento dos casos de roubos a embarcação promovidos por organizações criminosas conhecidos por piratas realizou hoje operação RIO SEGURO no objetivo de identificar e desmantelar tais criminosos.
Que a equipe da Polícia Civil, comandado pela Superintedente Vanessa Macêdo, escrivao Wesley, Investigadores Paulo Aragao e Augusto Raulino e GTO, comandado pelo Sgt Costa, e integrada pelo SGT CARDOSO, Cabo Alves e Soldados Deyviso, Alessandro e Gama, embarcaram na EAT 01 e  saíram em direção ao principais rios que são alvos das quadrilhas.
No Rio Tajapuru recebemos denúncias importantes de ribeirinhos, que mesmo amendrontados  pela periculosidade e destemor dos piratas, não exitaram em apontar os  integrantes da organização criminosa que atua no Estreito de Breves, liderada pelo nacional Eduardo Custodio, pirata de alta periculosidade, conhecido pela pratica de roubos a embarcação, sendo preso eprocessado várias vezes pelos mencionados crimes.
Foi efetuado levantamento preciso de onde estava escondido parte do material oriundo do roubo a balsa Bertolini, praticado pela quadrilha de Eduardo, apurando-se que os principais integrantes são Eduardo Guimarães Custodio, Taíso Pena Vieirae Elton Costa Rodrigues,vulgo Mãozinha, os quais
estariam usando  casas de familiares para esconder o material ainda não vendido.
A primeira residência a ser abordada foi do pai de Taiso, Nilton Pena Vieira, efetuando buscas na mata adentro, localizando um "Taipiri" que havia vultosa quantidade de caixas de panela da marca Brilux, roupas ainda embaladas em sacos plásticos e motores rabudos, motivo pelo qual efetuou a detenção de Nilton e Nelson Soares, cunhado de Taiso.
A segunda casa abordada foi da esposa de Elton, vulgo Mãozinha,  Sra Iraci Raposo Viana, localizando-se muitas panelas novas da marca brilux, ocasião em que a mencionada mulher confessou que eram oriundas do roubo, efetuando-se também a detenção da aludida nacional
Direcionou-se para a casa do pai de Eduardo, local em que estaria escondida as armas utilizadas no crimes, bem como as embarcações que serviam para abordar as embarcações, sendo que quando a EAT se aproximou da mencionada casa deparou-se com Eduardo, o qual, ao perceber a presença policial, prontamente evadiu-se, embrenhando na Mata, ficando no local somente Raimundo Custodio, pai do assaltante. Na mencionada casa foi localizado vultosa quantidade de roupas novas ainda embaladas em sacos plásticos, 01 espingarda, 01 munição intacta de calibre 38 e a quantia de R$17.340,00 (dezessete mil, trezentos e quanta reais), além de motores rabudos, motivo pelo qual efetuou-se a detenção do aludido senhor.
Apesar das  incursões efetuadas na mata adentro não obteve êxito na detenção de Eduardo, Taiso e Elton.
O material apreendido e pessoas detidas foram trazidos para Gurupa, cidade mais próxima, para as providências pertinentes.
Amanhã as diligências continuam no objetivo de apurar outros roubos a embarcação.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Portel: traficante preso na Portelinha com maconha e crack

Na data de 18 de setembro de 2017, investigadores da delegacia de Portel em conjunto com o Grupo Pronto Emprego - GPE, da polícia civil realizaram um trabalho de combate ao tráfico de drogas, que culminou com a prisão do senhor CLODOALDO BRABO PANTOJA, VULGO "BRANCO, com quem foram aprendidos 02 tabletes de maconha prensada, pesando aproximadamente 800g, além de 02 "pedras" puras de crack, pesando aproximadamente 100g.
Fonte: Polícia Cívil de Portel

sábado, 16 de setembro de 2017

Melgaço: traficantes presos com maconha prensada

Na noite do dia 15 de setembro de 2017, a Polícia Civil e Militar de Melgaço apuraram denúncia anônima de um possível ponto de venda de drogas na estrada do "moconha", na casa dos nacionais Miguel Pantoja de Souza Gonçalves e João Carlos de Oliveira Gonçalves. No aludido local encontramos uma trouxa de maconha prensada, seis trouxinhas já embaladas da mesma substância, 1 pedra de oxi, artefatos utilizados na embalagem dos entorpecentes e preparo das drogas e outros objetos.
Fonte: *Delegado Paulo Junqueira*

Portel: duas mulheres presas por drogas e porte ilegal de armas

No dia 15 de setembro de 2017, as polícias civil e militar realizaram um trabalho de combate ao tráfico de drogas e crimes associados, que culminou com a prisão da senhora IRACILDA CORREA PALHETA. Em sua residência, localizada no Bairro Cidade Nova, foi apreendido 50g de maconha prensada. Por volta das 18h, a nacional MARIA REGINA MAVIGNO FIALHO foi presa em flagrante delito.  Em sua casa, localizada no bairro do Pinho, foram apreendidos 04 cartuchos, calibre 32, intactos.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Portel: dois presos por tráfico de drogas na Portelinha

No dia 14 de setembro de 2017, as polícias civil e militar realizaram um trabalho de combate ao tráfico de drogas, na cidade de Portel, que culminou com a prisão  do nacional SIDNEY DA CRUZ DOS SANTOS, com quem foram encontrados 05 papelotes de pasta-base de cocaína, que estavam guardados  no quintal de sua casa, localizada no Bairro da Portelinha. Também foi preso em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas, o senhor MINERVALDO DE CARVALHO BAÍA, VULGO "NEGUINHO". Com o autuado foram apreendidas 130 "petecas" de crack, que estavam enterradas no quintal da residência, onde estava dormindo, localizada no Bairro Cidade Nova.