Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Portel: briga se acentua por ocupação de cargo de direção escolar

O dia de hoje foi agitado nas redes sociais, com ataques não vistos nesse primeiro ano de mandato do prefeito Manoel Maranhense.

Pagamento em dia, diferentemente dos anos anteriores do mandato dos irmãos Ferreira, que só pagavam após o dia 7 ou mesmo dia 10, dando a nítida impressão que havia uma espera pela queda de um repasse do mês seguinte. Essa impressão começou a virar realidade com demasiados atrasos e até hoje perdura 50% dos salários de temporários. Mas nada satisfaz.

Não satisfaz mesmo. Agora a briga é por eleição dos cargos de direção escolar. E essa briga ganhou espaço na televisão. De um lado, os trabalhadores da educação representado pelo SINTEPP, e, por outro, o vereador Enos Perdigão. O Vereador Enos alega que a lei criada pelo ex-vereador Ronaldo Alves é inconstitucional. Tentei ligação ao vereador Perdigão, mas a ligação não completou, pois estou no município de Breves no momento da redação deste post.

O atual diretor não parece nada incomodado com eleição
A animação tomou conta das redes sociais, encabeçadas pelos muitos insatisfeitos que perderam os privilégios dos 12 anos de governo de Pedro Barbosa e Paulo Ferreira, muitos dos quais viviam em disfunção. Para quem não sabe, disfunção acontece quando o servidor é concursado para uma área e vai ocupar outra. Casos explícitos é como se uma professora deixasse a sala de aula e fosse ocupar um cargo na SEGAF, por exemplo, sem ser comissionado.

Diretores que estão fazendo um bom trabalho e chamam a atenção da sociedade parecem nada preocupados com o processo eletivo. O diretor da escola Alcides Monteiro, por exemplo, não está nem se coçando. 

Postar um comentário