Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Portel: Vereador e SEMED perseguem esposa de blogueiro no Marajó



Neste ano sofri perseguição política por parte do governo de Paulo Ferreira, ato patrocinado pelo irmão dele, senhor vereador Francisco Angelo de Oliveira Jr, e executado por sua irmã Ana Valéria, Secretária de Educação do município de Portel.


Quero relatar aqui depois de uma conversa que tive com uma pessoa muito convicta ao seu posicionamento político e ideológico, que me aconselhou a escrever sob a justificativa de que o prefeito Paulo Ferreira não sabe da ação vingativa e criminosa propalada por seus dois irmãos que controlam a secretaria de educação em Portel.


Primeiro fato é de eu ser dono do blog Educadores de Portel, sendo que isso motivou os dois “donos da SEMED” a propor uma retaliação a minha esposa com a retirada de carga horária dela, a qual tinha 200 horas e agora só ficou com 100. A coisa não fica só nesse problema.


O segundo fato é que, ao atingir a sua meta vingativa e retaliativa de tentar me atingir suprimindo carga horária de falimiar, acaba maltratando os pobres ribeirinhos, que ficaram sem aula.  No total, 9 pessoas estão sem aula, produto de uma ação impensada. Imagina que a lei protege até uma pessoa, que deve ter aula, direito esse chamado de individual, assegurado na Constituição como na LDB. Pense agora que são 9 alunos sem aula. Parte desses foram para a turma da manhã, fazendo um esforço para não ficar sem o direito fundamental da educação.


Assim como as tevês e a rádio comunitária tem o dever de denunciar as irregularidades de que tiver notícia, o blog Educadores de Portel tem essa missão de levar ao conhecimento das autoridades ações e fatos que atropelem os direitos das pessoas de Portel. Mas esse direito inerente ao Estado Democrático parece não ser respeitado e partem para esse tipo de atitude nojenta do ponto de vista da moralidade, que é, inclusive, um dos princípios da administração pública.
Postar um comentário