Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Corrida eleitoral em Portel


A corrida à prefeitura de Portel: Zaqueu na frente, 2º Miro, 3º João e Nenen e outros que nem aparecem
As tramas estão sendo montadas com a aproximação do dia da eleição para prefeito e vereadores, com elas vêm juntos a definição daquilo que virou um verdadeiro mingau de caroço, pois são tantos os interesses que, para quem está sabendo de fato o que está acontecendo, fica até com medo.

Nestes últimos dias o PMDB achou por bem que os seus correligionários utilizem o voto aberto e isso é outra artimanha do velho Pedro Barbosa. Marcada para o dia 10 (domingo próximo), a festa vai ser grande, apesar do racha que o velhaco Pedro pretende evitar, já que seu irmão não tão sincero assim se irritou com a negativa de Lindalva Barbosa (esposa de Pedro e fiel assessora de Jorge Barbosa) para o cargo de secretária de educação do município. O racha é tão grande que Jorge declarou apoio ao pré-candidato Miro Pereira, abandonando a pré-candidata Rosângela Fialho, que não decolou ainda que todos os esforços tenham sido efetuados em seu favor. E está tão tranquilo com a decisão que fará uma festa, hoje, em certo bar à beira da praia Arucará, em comemoração ao aniversário de sua nova conquista, a professora Jacira Baía. Ainda que tenha recebido ameaças de ter seus mais de mil funcionários temporários na rua. Assim, este cara não teme nem o irmão mais velho!

Mesmo que se teçam as maiores articulações, ainda resta a dificuldade em encontrar um vice-prefeito, sobretudo porque ninguém quer ser vice. O vice poderia surgir de uma pesquisa eleitoral, porém essa idéia já se considera descartada, uma vez que quem é querido dos velhacos não decola. No entanto, há questões mais graves a serem abordadas, sobretudo porque as questões da nossa cidade têm que ser abordadas por nós que conhecemos a realidade de uma cidade carente e isolada, só vista em épocas de eleição.

O Instituto Veritate esteve em Portel e foi seguido de Belém a Portel. Segundo me confidenciou o investigador da representação do Instituto Veritate, a equipe foi muito bem recebida por um possível substituto de Rosângela Fialho, já que esta foi rejeitada pela população, especialmente pela forma como tratou professores influentes na comunidade. Se por um lado existe uma desconfiança quanto à ética dos institutos conhecidos, aponta-se mais uma contra outro promovedor de pesquisa ao cargo de prefeito em Portel. Neste fim de semana houve uma divulgação de uma pesquisa realizada pelo Instituto Doxa Comunicação, que apontou diversos candidatos com certa semelhança às anteriores, contudo deixou o pastor Eri empatado com Rosângela Fialho e Carlos Moura, ambos com taxas de rejeição popular altíssimas.

Postar um comentário