Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

quinta-feira, 7 de junho de 2012

PMDB tenta por fim à novela de candidatos à prefeitura de Portel



Com a aproximação da data marcada para a convenção do PMDB, partido da situação em Portel, Pedro Barbosa se dá por vencido. Miro Pereira, em reunião com Helder Barbalho, Pedro, Rosângela, Xarão Leão, Lindalva e Jorge Barbosa, foi definido como pré-candidato ao cargo de prefeito. Na segunda (4), encontrei Miro no bairro do Bosque e já adiantava sobre a pesquisa encomendada pelo Diretório Estadual e realizada pelo Instituto Veritate. O acordo firmado dizia que o vencedor da pesquisa seria o candidato. Eis que deu Miro Pereira como favorito entre os nomes apresentados pelo PMDB.

Buááá! Minha mamadeira secou!
A obsessão de Pedro por Rosângela Fialho foi tão grande que o gestor maior saiu atirando para todos os lados ao ouvir o nome do advogado Miro Pereira. Isso demonstra que Pedro Barbosa continua o mesmo, como uma mula ao se decidir sobre algo, tipo sustentado por seus amigos de longa data. Curioso lembrar que sua percepção é enganada quanto aos palpites. Isso já tinha sido verificado na primeira eleição de 2003 quando apostava em Heronaldo Machado, que perdeu. Novamente em 2007, desta vez acreditando que Teofro Lacerda venceria. Perdeu feio. Quanto à sua candidata, a ordem é retornar, lembrando a frase da encenação de Chaves em que diz “volta pra casa abatida”, ou seja, retoma seu lugar na secretaria de educação e deixar minguado o sonho dos intelectuais que fizeram a cabeça de Pedro para tentarem se perpetuar na mamata e farras da SEMED.

Pedro Barbosa tentou de tudo, numa paixão incondicional em relação à Rosângela, levantando suspeitas de que o velho garanhão dos anos 70 estaria de volta. Não foram poucos os comentários de que Pedro estaria separado de Lindalva Barbosa, a fiel assessora de Jorge Barbosa. Concluíam as más línguas que Pedro estaria a romancear a gestora da maior grana do município. Entre fofocas e escândalos, a sustentação, o argumento de Pedro era de que a imposição de um nome pela cúpula do partido estadual já provou ineficaz, dando como exemplo o caso Raso, que, segundo informações de um apoiador da eleição da época, foi encabeçada pelo ex-deputado federal Nicias Ribeiro, contrariando a opinião popular daquele momento que era Orzírio Santana.

Nos próximos dias, até a data da convenção do partido, 16/06/2012, ainda haverá muitos protagonistas a encenar um papel de uma novela conturbada, mas perturbadora para a oposição, pois, sem dúvida, Miro é mais forte do que a fracassada Rosângela Fialho, nisso ninguém discorda.


Postar um comentário