Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Portel: Vereadores derrubam irmão do prefeito Paulo Ferreira em 8 x 5



Eleição ocorre normalmente

Depois de uma tentativa de adiar a sessão de votação da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Portel (PA), os vereadores da oposição finalmente viraram a mesa: derrotaram o irmão de Paulo Ferreira.

A grande surpresa foi a vereadora Semone Moura que elevou o número de opositores de Angelo para 8. Enfim, o G7 como foi apelidado, resumiu-se a G8.

Dr. Miro posa junto com os vereadores rebeldes
Com uma galeria de populares e servidores públicos, a reunião continuou mesmo com um cheiro quase que insuportável de veneno que uma equipe de dedetização espalhou em todos os ambientes da CMP. Os vereadores e alguns populares usavam uma máscara para evitar quaisquer danos. Apesar do cheiro, não vi nenhuma barata ou morcego, exceto ratos, mas não pude registrar com imagens para posterior identificação. De certeza mesmo era que nada cheirava muito bem por ali.

Estranhamente, Angelo não apresentou nenhuma chapa para concorrer com os oito vereadores que resolveram enfrentar Paulo Ferreira, já que seu irmão era a pessoa mais confiável para acompanhá-lo no desafio de continuar no poder.

Os vereadores que apoiam a situação preferiram votar em branco, como um aviso de que mais coisas poderão vir após essa cena que causou tantos debates e até pavor. Vi estampado nos rostos de servidores da CMP um semblante nada agradável, como se fosse o fim, uma vez que nunca houve concurso para servidores públicos dessa Casa de Leis. 

Eis que os vereadores, no sentido de dar visibilidade de suas ações, a oportunidade de promover concurso público, dando sinal de que a intenção é governar e não se apoderar de condições meramente de poder e ganância, como tanto já ouvi falar nas ruas de Portel assim como nas redes sociais.

Outro fator importante para dar uma nova roupagem à Câmara de Vereadores é promover uma prestação de contas justa e no tempo hábil, além de evitar a contratação de parentes, outra questão parece ser um consenso na população quanto a gestão da coisa pública, e também por ser imoral e ilegal.  

Além do mais, é importante que uma auditoria boa e douta se debruce sobre os documentos de gastos da CMP para sanar as dúvidas que restam sobre a aplicação de um valor de quase 200 mil reais por mês. Igualmente importante é dar publicidade sobre os futuros gastos sob a nova mesa.

Desta forma, a composição da nova Mesa Diretora ficou assim:

Presidente - Manoel Oliveira dos Santos.
Vice-Presidente - Ronaldo Alves Soares.
1° Secretário - Silvio Garcia Gama
2° Secretaria - Semone Moura da Silva
Suplente - José Maria Cândido. 

A chapa foi eleita com 08 votos a favor e 05 em branco.

Postar um comentário