Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Declaração de renda dos candidatos a prefeito de Portel: obscuridade


A promotora da 1a- Zona Eleitoral de Teresina, Leida Diniz, anunciou que vai entrar com ação penal contra todos os candidatos que apresentaram na Justiça Eleitoral Declarações de Bens desatualizadas serão denunciados pelo crime de falsidade ideológica e os casos serão apurados criminalmente. A informação foi dada pelo site Meionorte e apura crime de falsidade ideológica.

Declaração: 30 mil reais
Anúncio na Olix: meio milhão de reais
Em Portel, há candidatos que declararam bens bem abaixo do valor anunciado em site de vendas na internet. Foi o caso do candidato do PDT, João Henrique Pereira da Costa, que anunciou no site Olix a venda de uma embarcação por R$ 500 mil reais. No entanto, na declaração à justiça eleitoral, apresenta-o por R$ 30 mil reais. De acordo com João Henrique, seu patrimônio é de R$ 710.092,15. Desconhecemos a origem do patrimônio de João Henrique.

O candidato Zaqueu Freitas também declarou casas, uma em Belém e outra em Portel, totalizando R$ 870.000,00. Filho de Agripino Freitas, herdou o domínio do único cartório da cidade. Também exerce o cargo de pastor da Assembléia de Deus.

O candidato Nenem Nascimento (Wagno de Jesus Antunes do Nascimento) declarou uma casa (R$  450.000,00), um barco (R$ 5.000,00), herança (R$ 6.000,00), um prédio residencial em alvenaria (R$ 60.000,00), um terreno (R$ 30.000,00) e um caminhão (R$ 80.000,00), num total de R$ 631.000,00. Wagno de Jesus é dono de um supermercado no centro da cidade de Portel e experimentou uma participação política no passado, como vice-prefeito de Renato Queiroz na década de 90. Não conseguimos apurar a origem de sua riqueza.

Miro Pereira declarou uma casa em Belém (R$ 300.000,00), um carro Citroen (R$ 100.000,00), um carro Mitsubishi (R$ 40.000,00), uma ilha em Portel (R$ 50.000,00), depósito bancário (R$ 120.000,00), com uma soma geral de R$ 610.000,00, sendo que foi o único a declarar dinheiro em conta. Miro Pereira foi funcionário do Forum de Portel para depois mudar-se para Belém com o intuito de estudar direito. Tornou-se advogado, especializando-se em direito eleitoral, destacando-se atualmente como um dos melhores do Estado do Pará.

Paulo do Posto afirma ter R$ 545.000,00 em bens patrimoniais, incluindo sua residência no Muruci (R$ 80.00,00), prédio comercial na Rua Pe. Antônio Vieira (R$ 200.000,00), uma lancha 115 HP (R$ 40.000,00), duas voadeiras motor 40 HP (R$ 45.000,00), um barco de pequeno porte (R$ 30.000,00), um prédio na Blv. Santos Dumont (150.000,00). Ao todo, o candidato declarou R$ 545.000.00. Paulo tinha um pequeno comércio onde hoje funciona a rádio Arucará FM. Depois de trabalhar como Diretor do FUNDEB e, cumulativamente, gerente do posto de Luis Rebelo, passou a acumular a fortuna que hoje declara à Justiça.

O Pr. Eri (Erivalto Correa Lima), afirma ter uma casa (R$ 50.000,00), um barco de 40 t (R$ 25.000,00), uma embarcação de fibra 40 HP (R$ 15.000,00), um terreno (R$ 4.500,00), um gerador (R$ 5.000,00), uma moto Bros 150 Honda (R$ 5.000,00), perfazendo R$ 104.500,00. Erivalto Correa Lima segue carreira promissora dentro do mais rico campo da Assembléia de Deus na Ilha do Marajó. O blog Educadores de Portel ainda não apurou a renda mensal dos pastores que atuam na região da Pérola do Pacajá.


Fonte: TSE - Tribunal Superior Eleitoral
Postar um comentário