Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

quinta-feira, 22 de março de 2012

Vereador é contra PCCR unificado para Portel


Postagem de Ronaldo de Deus
Colaboração de Ronaldo Alves (SINTEPP)
Hoje, ocorreu uma sessão na câmara municipal de vereadores de Portel e fiquei muito triste em saber que o vereador Moisés não quer que o SINTEPP discuta o PCCR junto às Comissões de Educação e Justiça da casa. O vereador, em seu discurso, a alegou que esse processo de discussão com a categoria vai atrasar a votação do mesmo. Além disso, alegou que o PCCR está sendo construído por “técnicos de governo de altíssima competência”.
O problema é que este vereador não sabe dos anseios desta categoria, da vontade de termos um PCCR unificado, conforme a Resolução Nº 2, de 28 de maio de 2009/Ministério da Educação - CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO - CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA, que orienta a construção dos PCCR's, onde o Sintepp, infelizmente, não fez parte do debate neste município e, portanto, a casa poderá aprovar um plano que nada tenha a ver com o almejado pelos trabalhadores. Aí sim, a responsabilidade vai ser dos vereadores.
Assim como o senhor Moisés Moreira, grande parte desses vereadores tem que se atualizar sobre legislação educacional, pois é vergonhoso para nosso município saber que existem vereadores que vão contra os avanços da educação por não se reciclarem sobre legislação educacional!
Como não tinha matéria, o vereador José Pereira “Raso” da Costa usou da tribuna para fazer considerações sobre o Pró-Paz. Também falou sobre a ameaça do advogado do Instituto Municipal de Previdência de Portel (IMPP) que pretende processar SINTEPP pela caminhada do último dia 14 e sobre a vara da 2ª Entrância que está vindo pra Portel, depois o Paulo foi lá e disse que havia falado com o Barbicha de Bode sobre o PCCR e que o mesmo não está preocupado com os impactos na folha de pagamento porque sabe que tem dinheiro pra pagar todo mundo só que não acenou pra PCCR unificado eu não sei o motivo ao certo, mas eles vão processar a direção do Sintepp, pelo menos estão ameaçando. A respeito do processo, um assecla de ouvido cheio de cera relatou aos superiores sobre a história da existência de um caixa preta, ou seja, um segredo inviolável, que eles entenderam se tratar de caixa dois.

Postar um comentário