Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Aff!! Não aguento mais histórias de dinheiro sumido!


Hoje á tarde percorri diversas ruas da cidade de Portel. Várias obras iniciadas, mas todas em estágio embrionário.

No bairro do Pinho há duas obras. A primeira por onde passei foi a quadra do Rafael Gonzaga. Esta obra, segundo uma ex-secretária, estaria entre as quatro que Portel obteve. Lembro-me que eu ainda trabalhava na escola Alcides Monteiro e o vice-diretor me contou que a secretária daquele período afirmou que uma das quadras seria para essa escola, pois o professor dá aulas de educação física sob o sol ou se esconde com a criançada debaixo de uma mangueira. Segundo o Portal da Transparência, essa quadra deveria estar pronta em novembro de 2011.

Depois passei pela rua Pacajás e ali se encontra o início de construção de uma creche. Segundo consta, Portel ganhou quatro creches e esta é a única que mostra sinal de uso da verba de mais de um milhão de reais. No local, uma cabana para alojar materiais, um muro semi-acabado e a estrutura do futuro tapume. Nos arredores da escola Graça Lima também existe um local reservado à construção de outra creche, mas hoje vi apenas um monte de areia amontoado no terreno.

Outra obra paralisada é uma praça que está localizada na Rua da Vivência, que está já há alguns dias sem continuidade. Aliás, essa rua tem histórias! Lembram dos quinze milhões de reais que uma placa anunciava, estava afixada no canto da Santos Dumont com a Augusto Montenegro? Sumiu! Eu sempre tive uma enorme curiosidade em ver a planta dessa obra que, segundo terceiros, deveria conter, entre tantos outros, um sambódromo para acomodar os foliões que não tem onde realizar as manifestações carnavalescas, com exceção das ruas. Sei bem que não são somente os brincantes dessa natureza que estão sem as devidas acomodações. Os evangélicos há tanto tempo aguardam conchas acústicas para promoção de shows gospels, mas o dinheiro também sumiu!


Postar um comentário