Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

sexta-feira, 1 de março de 2013

Início das aulas em Portel é comprometido pela onda de corrupção


Na sede do município de Portel, as aulas iniciaram de forma tímida na quarta-feira, 27. Outras iniciaram no dia 28, mas tem aquelas que nem deram início. A escola Lourdes Brasil, por exemplo, só iniciará na segunda-feira 4.
Iniciar tardiamente acarreta uma série de problemas, tais como os odientos sábados letivos, os quais nunca foram do agrado tanto de professores como de alunos. Além disso, o próprio mês de dezembro fica comprometido, com o final do ano letivo às vésperas do Natal. Em alguns estados da Federação, é comum o término das aulas coincidir com o período de viagens das famílias. Não aqui.
Se na sede o início é tardio, imagine agora que a zona rural não tem nem previsão ainda. Com a dívida deixada pelo ex-prefeito Pedro Barbosa e seus novos ricos amigos, a prefeitura anda a passos de tartaruga. A dívida superou os 30 milhões de reais.
Em consulta feita nesta madrugada, descobri que a prefeitura tem em conta R$ 4.184.642,46 (no Banco do Brasil), porém, um repórter de uma rádio local informou ontem que a secretária de educação Valéria Ferreira se comprometeu em pagar os professores só no dia 5 (terça-feira). Com um possível enxugamento da folha de pagamento, livrando-se de todos os males associados à quadrilha de amigos de Pedro Barbosa, o valor de 3 milhões seriam suficientes para pagar os profissionais em educação já nesta semana, sobretudo porque a categoria se encontra endividada em face do atraso no pagamento de dezembro que até o momento não saiu.
Nesta semana, o SINTEPP enviou às escolas e aos meios de comunicação de sua preferência uma nota em que solicitava aos profissionais da educação cópias de documentos. O intuito é uma possível ação coletiva para obrigar a prefeitura pagar o salário de dezembro.
Postar um comentário