Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Briga política redunda em 1.131 demitidos

Centenas de trabalhadores lotaram o prédio da SEMED
Entre choros e lamúrias dos servidores exonerados, a movimentação foi grande e m busca de solução para a desgraça patrocinada pela briga entre irmãos Barbosa. Para contornar a situação, um carro-som saiu anunciando uma reunião para acontecer no Camel, às 19:30 h.

Enquanto a reunião era organizada, centenas de pessoas se aglomeravam em frente ao prédio da SEMED, pois era o único local onde afixaram as duas listas contendo nomes dos servidores demitidos. Durante o dia a movimentação foi grande e, com a indignação das pessoas, a SEMED montou um esquema de segurança para prevenir qualquer intenção de quebra-quebra. A entrada de pessoas era controlada. Os funcionários, nervosos, diziam que não podiam receber ninguém porque tinham uma reunião marcada com o prefeito, refugiado em algum lugar secreto, com medo de ser hostilizado.

Com uma mesa montada, foram convidados alguns professores como Léo Pinto e Ronaldo Alves, que não representou o SINTEPP por estar licenciado, já que é candidato a vereador. O presidente da Câmara Municipal, Jorge Barbosa esteve presente, o qual disse que a SEMED está executando licitação irregular e que há indícios de desvio de combustível. Jorge Barbosa considerou a ação de exoneração ilegal. 
O candidato Miro Pereira, um dos organizadores do movimento, disse que passou o dia na sede do Camel Sport Club, para elaborar um instrumento legal que viabilize um mandado de segurança. Para isso, convocou os professores a se dirigirem à delegacia de polícia no sentido de fazer um boletim de ocorrência, por haver uma publicação tardia, já que o documento data do dia 5 (quinta-feira) e só foi divulgado nesta segunda, 9. Miro Pereira afirmou que o número de demitidos superou mil. Para ser mais exato, 1.131 servidores.

Durante o expediente, foi anunciado que uma lista contendo novos contratados já estaria disponível no quadro de avisos da secretaria de educação. Também foi ventilado que poderia existir uma revogação do ato, no mínimo insano.

Postar um comentário