Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Curtas, porém, boas


  • Pagamento do FUNDEB vira notícia da semana. O atraso, segundo Sintepp, deu-se por conta de incapacidade de planejamento;
  • SEMED põe culpa na falta da complementação da União;
  • Os professores não sabem o que dizer - puxa-saco sacode a cabeça, concordando; anti-puxa-saco diz que essa gente tem que sair daí imediatamente e acham outubro mais longe do que dezembro;
  • Depois da apresentação da Mandioca Mole, megaestrutura é ameaçada de ser retirada pela prefeitura, o que pode comprometer show de Cassiane. Pressão vem sendo dada por pré-candidato para retirada de refletores;
  • Está fechada a candidatura de Paulo Oliveira (PP) e Dr. Luciano Fonseca (PT). A escolha se deu após rejeição dos nomes de Carlos Moura e Raimundo Luiz (ambos do PT) como impopulares e, segundo linguagem corrente, "queimados";
  • Galera da Mandioca Mole passou domingo no Camel em confraternização pelo sucesso alcançado no evento.
Reflexão (curta ou grossa?):

Se você já fez uma festa de aniversário, sabe muito bem que um evento dessa natureza demanda planejamento. Ou será que você inventa tudo na véspera? Sem convite, nem mesas, cadeiras, bolos, bebidas? Já deu pra entender o sentido da comparação, não?

13º, férias são eventos certos de acontecerem. Ou não? Claro que são. Acontecem todos os anos. No caso do professor, férias no mês de julho. E, como nos demais casos dos trabalhadores em geral, 13º ocorre no final do ano. E sabem o que mais? Repasses do FUNDEB não são absolutamente iguais. Tem meses que cai mais dim-dim, tem vezes que caem menos e assim por diante.

A esta altura do comentário, você fica pensando: "Poxa! Receberam tanto dinheiro no mês de maio e foi gasto em quê?" Vai ficar assim, cismando por um bom tempo. Até que esse governo saia ou seja expulso por você e o resto do povo indignado. Aí a gente abre a caixa preta e descobre.

Pra que você fique mais pensativo, aqui vai mais uma. Em 2007 fui convidado a trabalhar no sistema modular de ensino do município, convite esse feito pelo meu amigo Ângelo. A princípio, exitei. Simplesmente porque eu fiz concurso para a zona urbana e o módulo opera na zona rural. Um cara resolver implicar. Desses que são indiscretos a ponto de falar na minha cara que eu estava em lugar errado. Confesso que eu nunca pedi aquilo. Falei isso ao insultante servidor. Me virei pra ele e disse na lata: "Se eu estou errado, não é porque quero. Me colocaram aqui. Você, pelo contrário, está lotado como pedagogo sem nunca ter cursado pedagogia. Sua área é administração!". Denunciei o cabra. Saí do módulo e ele também saiu da função, pois estava cometendo o crime de falsidade ideológica. No dia do pagamento do FUNDEB eu vejo algumas feições que não trabalham como educador. Com essa afirmação eu deixo o leitor a pensar mais um pouco sobre a situação dos gastos públicos. Inté!
Postar um comentário