Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Portador de necessidades especiais degolado em Portel


Uma criança portadora de necessidades especiais foi brutalmente assassinada na área conhecida como Portelinha, no município de Portel. O fato revoltante ocorreu no sábado 30, porém só foi descoberto no domingo à tarde. O assassino já está preso, de acordo com o cabo PM Evandro, será transferido para Breves ou Belém.

De acordo com a polícia militar, o assassino confesso tirou a vida do menor A.F.L., de apenas 12 anos, porque essa criança já havia furtado roupas do varal por diversas vezes e, encontrando-a novamente em sua propriedade, apanhou-a pelo braço, desferindo golpe fatal no pescoço, segundo depoimento prestado pelo próprio assassino, Waldemir da Silva, filho da Sra. Elizabete (Bete) Alves de Freitas, de 18 anos. Segundo o próprio criminoso, antes do desfecho que revoltou a comunidade portelense, já havia espancado a esposa, fazendo-a  sair de casa.

A criança não foi estuprada como inicialmente se presumiu devido à posição em que o corpo foi encontrado, fato comprovado pela perícia médica.

Nota do blog: O termo portador de necessidades especiais foi utilizado, a partir de 1981, por influência do Ano Internacional das Pessoas Deficientes, começa-se a falar pela primeira vez a expressão pessoa com deficiência (deixando de se falar em incapacidado, inválido). Aos poucos, entrou em uso a expressão pessoa portadora de deficiência, frequentemente reduzida para portadores de deficiência. Por volta da metade da década de 90, entrou em uso a expressão pessoas com deficiência, que permanece até os dias de hoje. (SASSAKI, Romeu Kazumi. Terminologia sobre deficiência na era da inclusão. In: VIVARTA,
Veet (coord.). Mídia e deficiência. Brasília: Andi/Fundação Banco do Brasil, 2003, p. 160-
165.)
Postar um comentário