Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

terça-feira, 12 de abril de 2016

Portel: Falta de combustível compromete o mês de abril em escolas do Acutipereira

Qual a procedência desse combustível misturado?
Atualizado às 16:33h
Escolas do rio Acutipereira são as últimas a receber combustível por causa de óleo diesel misturado com gasolina.

Depois do escândalo ocorrido no primeiro dia de distribuição de gasolina e óleo diesel aos barqueiros, mais atrapalhada no posto de gasolina que fornece combustível ao setor de transporte escolar. Por conta da mistura de inflamáveis, um homem foi vítima de explosão e diversos outros tiveram a máquina da embarcação prejudicada. "Com medo de estragar o bico do motor, eu joguei um pouco no chão e joguei um pau pegando fogo. Ainda bem que não estava misturada", disse um barqueiro esta manhã.

Até o fechamento desta postagem, a informação é de que a vítima da explosão foi o barqueiro de uma comunidade do rio Anijó (afluente do rio Anapu). O estado dele é grave, segundo fonte dada ao blog por um professor. Vários conteineres estão dispostos na frente do posto, alojado em espaço público, que é o calçadão do cais de arrimo da frente da cidade.

Os primeiros a pegar combustível foram os barqueiros do pólo Anapu e estes foram as cobaias da mistura, que até agora não foi explicada à sociedade portelense. Seria esse combustível de procedência clandestina? Os órgãos de fiscalização não operam por essas bandas? O que diz o Ministério Público?

Segundo informações do posto de gasolina do... (não se sabe quem é o dono), os barqueiros do rio Acutipereira só receberão combustível a partir da quinta-feira (14), ou seja, é exatamente o que venho dizendo: aula só nos 15 dias restantes do mês de abril. Como ficam os estudos dessas crianças? Cadê o Conselho Tutelar? Cadê o Ministério Público? E o Conselho do Fundeb, não faz nada?

Para piorar a situação, os pais de alunos da região (não todos) acreditam que os professores é que não querem dar aula.
Postar um comentário