Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

terça-feira, 9 de abril de 2013

Greve em Portel: prefeito recusa imprensa durante negociações com SINTEPP


Como já era esperado, o prefeito de Portel não permitiu a presença da imprensa durante a reunião com os coordenadores do SINTEPP. A situação se tornou constrangedora quando o chefe de gabinete apresentou uma redução do número apresentado pela coordenação sindical.

Depois de ter enviado o ofício ontem e recebido pelo SINTEPP às 14:10h, o prefeito não estipulou número de participantes. Após o SINTEPP ter encaminhado ofício com lista contendo os nomes dos participantes, Paulo Ferreira enviou outro ofício, desta vez com o propósito de diminuir o grupo de negociadores, entre eles a imprensa. O pedido é que fosse reduzido a três um grupo de pelo menos 8 pessoas.

Lá fora, os professores ficaram indignados com o posicionamento do prefeito que justificou a redução tendo em vista o reduzido tamanho do gabinete, já que sua equipe contava com cinco pessoas. Assim, ficou definido que o número de representantes dos profissionais em educação deveria ser também de cinco.

Vereadores também queriam participar da reunião. Foram vistos ali nas proximidades o vereador Enos Perdigão, Valdo Paranhos e Preto da Marina. Mas o vereador que foi mais incisivo em participar foi o professor Valdo Paranhos, mas foi refutado pelos sindicalistas. A comissão do prefeito ainda tentou barrar o vereador Ronaldo Alves que, mesmo assim, garantiu uma vaga por ser um dos coordenadores da Entidade. Para que a situação não causasse mais constrangimento, foram admitidos ao prédio o representante da coordenação Randel Salles e o coordenador geral do SINTEPP no Marajó, Fábio. Mesmo assim, um representante do município de Curralinho foi desmerecido com a redução.
Postar um comentário