Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

domingo, 7 de abril de 2013

SINTEPP: CARTA ABERTA À COMUNIDADE PORTELENSE



Os professores e demais trabalhadores em educação pública de Portel estão em greve. Por que a greve? É natural que alunos, pais de alunos e comunidade em geral façam essa pergunta, afinal, é uma mudança brusca na rotina e nos planos de todos. Em respeito à comunidade em geral e principalmente aos alunos da Rede Pública Municipal de Ensino, a Diretoria do SINTEPP vem a público esclarecer: a greve não é uma simples suspensão das atividades, mas a constante participação dos trabalhadores, na reivindicação dos direitos da categoria, ou seja, é um instrumento legítimo, usado em todo o país, diante de todo tipo de opressão (perseguição, desrespeito) aos direitos dos trabalhadores.

Enquanto o Governo Municipal continuar sem pagar o mês de dezembro de 2012 e descumprir com as reivindicações dos trabalhadores em educação, a greve permanecerá. A valorização da educação não está sendo respeitada pelo atual governo (Vicente de Paula – PP 11). Educação de qualidade não se faz apenas com obras e equipamentos, mas, principalmente, com valorização e qualificação dos servidores da educação. 

Quem não sonha em dar aos filhos uma educação pública de qualidade? Todos imaginam que a Secretaria Municipal de Educação esteja proporcionando uma excelente educação aos  nossos filhos, mas a realidade é que, nos últimos anos, convivemos com uma deterioração da qualidade do ensino. Houve aumento no número de professores temporários, muitos sem a qualificação mínima exigida pela LDB, que é o ter cursado Pedagogia. O nosso Plano de Carreira foi enviado à Câmara de Vereadores e de lá “sumiu”. Por tudo isso, nós acreditamos que a greve, neste momento, se faz necessária para que os nossos governantes possam refletir sobre as atrocidades que estão causando à comunidade portelense. 

Esperamos que o Governo Municipal mude sua atitude, que até aqui tem sido de descaso e desrespeito ao trabalhador. Esperamos contar com a compreensão da comunidade escolar. De fato, precisamos do apoio de alunos, pais de alunos e familiares. Para tentar solucionar esses problemas, o SINTEPP novamente estará enviando ofícios à Secretaria de Educação e ao senhor prefeito para que este problema seja resolvido o mais rápido possível. Os trabalhadores em educação pública são portelenses e Portelenses merecem respeito. Por isso, finalizamos dizendo que, diante do desças e da incoerência da Administração Municipal, não restou alternativa, a não ser nosso último recurso, que é a GREVE.
Postar um comentário